“A Espera”, na Jovelina Pérola Negra

No próximo domingo, dia 19 de outubro, às 19 horas, a Arena Jovelina Pérola Negra, na Pavuna, receberá o espetáculo “A Espera”, da Companhia Teatropelo. A peça é uma adaptação e releitura do texto do autor argentino Carlos Gorostiza e faz questionamento da ditadura militar, no ano que marca os 50 anos do golpe.

A montagem retrata a juventude dos anos 60, que lutou contra o regime imposto pela ditadura e proporciona um questionamento ao espectador: “Até quando esperar?”. O espetáculo propõe a reflexão a respeito da memória e, principalmente, da liberdade.

Sinopse:
Tuco, um cantor frustrado, tem sua carreira interrompida após ter sido detido pelo regime militar. Anos depois recebe em sua casa, a visita inesperada de Sebastián, um velho amigo que há muito não via. Trancado em seu quarto, Tuco aguarda um acompanhamento, os vilões que outro amigo, Mingo, ficara de mandar para que ele possa retomar sua carreira. É com a visita de Sebastián e a espera de um acompanhamento que se inicia a trama Tuco faz uma angustiante viagem entre memórias de algo que deixou no passado, o que faz tentar um recomeço do ponto onde parou.

Ficha Técnica:
Direção: Abílio Ramos
Adaptação: Claudio Galvão e Tiago Machado
Elenco: Claudio Galvão e Tiago Machado

Serviço:
Data: 19 de outubro (domingo)
Horário: 19h
Local: Arena Jovelina Pérola Negra
Endereço: Praça Ênio S/N – Pavuna (ao lado da Escola Telêmaco)
Telefone: (21) 2886-3889
Capacidade: 330 pessoas
Ingressos: R$20 (inteira) | R$10 (meia)
Classificação: 14 anos
Duração: 65 minutos