“Marlene Dietrich – as pernas do século” – Eu fui!

Foto: apetecer.com

Foto: apetecer.com

O Teatro Maison de France faz uma viagem no passado com um espetáculo sobre uma mulher à frente de seu tempo. “Marlene Dietrich – as pernas do século” conta a história da atriz que dá nome à peça, sob aspectos particulares de sua vida e de sua carreira também. A versatilidade da grande diva no cinema é reproduzida no palco através da música, cantada pelos quatro atores em cena (Sylvia Bandeira, vivendo Marlene, José Mauro Brant, Marciah Luna Cabral e Silvio Ferrari), e em vários idiomas, como francês, inglês, alemão e até português.

“Eu estava em cartaz com “Rádio Nacional” e dava uma palhinha cantando “Lili Marlene”, tema que a Dietrich cantou em inúmeras ocasiões . O diretor e ator Fabio Pilar me disse que eu deveria montar um espetáculo sobre a vida dessa grande personalidade do século XX. Foi assim que tudo começou “, nos contou Sylvia Bandeira, a respeito de como surgiu a ideia de realizar a obra.
Nascida na Alemanha, Marlene Dietrich fez carreira também nos Estados Unidos e morou anos na França. Era uma cidadã do mundo, outra característica que a aproxima de Sylvia Bandeira. “Tenho uma grande identificação nesse sentido, uma vez que nasci em Genebra e morei em Paris, Chicago, Sydney etc. Temos muita coisa em comum, além do lado nômade e o fato dela ter seguido seus sonhos”, afirma a atriz.

O texto inspiradíssimo de Aimar Labaki mostra a história de Marlene Dietrich contada por ela mesma. No decorrer da peça, a personagem fala de sua família, de sua carreira – dando ênfases em suas paixões de bastidores – e de como tudo isso se misturou ao contexto histórico da época em que a atriz viveu. Por exemplo, quando cantou para os soldados no front da II Guerra Mundial. Tudo preenchido com muitas reflexões acerca da vida e retratando como era o pensamento livre, moderno e sem preconceitos da artista. Parece, em vários momentos, terem saído da própria boca de Marlene.

Foto: apetecer.com

Foto: apetecer.com

Não apenas nisso podemos confundir ficção com realidade. A caracterização é muito boa! O figurino é belo, glamouroso e reproduz algumas tradicionais peças que Marlene usou, e também pelos quais ficou famosa. A cartola e as calças não poderiam deixar de serem reproduzidas. E, lógico, as pernas ficam de fora, só que literalmente falando, fazendo jus ao título do espetáculo. As finas e muito características sobrancelhas da artista estão presentes da produção, e mesmo de longe conseguimos percebê-las. Fato indispensável para retratá-la de forma fiel no palco. Sem elas, não seria Marlene Dietrich.

A diva morreu em 1992, aos 90 anos. Teve um fim de vida recluso, mas sua obra está eternizada na música, no cinema e no teatro. “Marlene Dietrich – as pernas do século” ajuda o público a preservar a memória da atriz, e também apresentá-la a quem não conhece. E que o espetáculo, que estreou em 2011, tenha vida ainda mais longa, tomando conta de palcos e, quem sabe (?), das telonas, habitat da atriz.

Imperdível!

 

Serviço:
Teatro Maison de France (353 lugares) Av. Presidente Antônio Carlos, 58 – Centro Telefone: 25442533
Quinta e Sexta, às 19h30. Sábado, às 20h. Domingo, às 18h.
Ingressos:
Quinta e Sexta: R$ 60,00
Sábado: R$ 80,00
Domingo: R$ 70,00
Classificação etária: 14 anos
Duração: 90 minutos
Estreia dia 17 de julho
Temporada: até 21 de setembro

Ficha Técnica:
Texto: Aimar Labaki
Direção e Cenografia: William Pereira
Elenco: Sylvia Bandeira, Marciah Luna Cabral, José Mauro Brant e Silvio Ferrari
Direção Musical e Arranjos: Roberto Bahal
Figurino: Marcelo Marques
Visagismo: Beto Carramanhos
Iluminação: Paulo Cesar Medeiros
Preparação Vocal: Marciah Luna Cabral
Preparação Corporal: Marcia Rubin
Coreografia do Tango: Paulo Masoni
Músicos:
Piano – Roberto Bahal; Clarinete – Maurício Silva; Violoncelo – Flavia Chagas.
Direção de Produção: Oficina Teatral Produções Artísticas – José Luiz Coutinho e Wagner Pacheco.
Produtores Associados: Minouskine Produções Artísticas e Oficina Teatral Produções Artísticas.

 

Número 3 no nosso Top 5 2014:

https://palcoteatrocinema.com.br/2014/12/06/top-5-eu-fui-musical/

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios