“Romanceiro Popular – Uma homenagem a Ariano Suassuna” – Eu fui!

Foto: apetecer.com

Foto: apetecer.com

Nessas coincidências que o destino traz, estreou no dia 08 de agosto a peça “Romanceiro Popular – Uma homenagem a Ariano Suassuna”, poucas semanas após a morte do escritor. Um mero acaso, pois o espetáculo já estava escrito há cerca de dez anos e – desta vez não por coincidência – ainda não havia tido a oportunidade de ser montado. Sendo assim, a vida de Suassuna segue sendo celebrada através do enaltecimento de sua obra.

A obra em questão faz um passeio pelo “universo Suassuna”, costurando quatro histórias do autor (“O Auto da Compadecida, “A história de amor de Romeu e Julieta”, “O Santo e a Porca” e “Torturas de um Coração”) e aliando-as a uma quinta, escrita por Lu Gatelli, integrante do elenco e grande admiradora da obra do paraibano. Este outro enredo trata do dia a dia de uma companhia de teatro, algo que os atores da Cia Entreato – 14 anos de existência – conhecem bem.

“Eu sempre fui muito fã do Ariano e queria muito montar este espetáculo. Havia muito tempo que queria fazer essa homenagem porque gosto

Foto: Divulgação

Foto: apetecer.com

dele, e acredito no tipo de teatro que ele sempre escreveu”, contou Lu Gatelli após a sessão, em um bate-papo que sempre acontece nas de sábado. A autora também falou a respeito das dificuldades de se realizar uma montagem, o que fez esta começar a ser encenada tanto tempo após a criação do texto.

O Teatro II do Sesc Tijuca é que abriga este espetáculo. O local é pequeno, o que leva uma maior proximidade do elenco com o público, chamando a participação deste, e arrancando ainda mais gargalhadas dos outros presentes. Sim, os atores são bem engraçados e, como se isto não bastasse, ainda tocam, cantam, e fazem vários personagens, devido ao fato de cinco histórias serem encenadas. Os enredos são, como disse antes, costurados, lançando mão de recursos mise en abyme. E, para quem conhece a obra de Ariano, são facilmente identificáveis, já que Lu Gatelli evitou ao máximo modificá-los. O cenário, apesar de simples, tem muitos e bem acabados detalhes que reproduzem uma companhia de circo-teatro. Tudo isso valorizado pela afinada iluminação. Elementos como pernas-de-pau e bonecos de pano e mamulengos também são utilizados, mexendo com o universo lúdico que um bom circo e um bom teatro precisam ter.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Infelizmente, Ariano Suassuna não teve a oportunidade de conferir esta montagem. Mas os admiradores que estão espalhados por aí podem se sentir representados e o eterno romanceiro se sentir homenageado por ter sua obra revivida através deste espetáculo. A propósito, ele fica em cartaz até o próximo dia 31 de agosto, no Teatro II, do Sesc Tijuca (bom relembrar). Segue o serviço abaixo:

SERVIÇO

Temporada: Até 31 de agosto de 2014

Local: Teatro II do SESC Tijuca

Endereço: Rua Barão de Mesquita, 539 – Telefone: (21) 3238-2139

Horários: Sexta a domingo às 19h

Bilheteria: Funcionamento – Ter a sex, das 7h às 21h | Sab, dom e feriados das 9h às 18h.

Ingressos: R$ 8,00 (inteira), R$ 4,00 (meia) e R$ 2,00 (associado SESC)

Capacidade: 50 Lugares

Duração: 70 min.

Classificação: 12 anos.

FICHA TÉCNICA:
Texto e Direção: Lu Gatelli
Elenco: Diego Marques, Lígia Dechen, Lu Gatelli, Ricardo Gadelha, Ricardo Gonçalves, Richard Goulart e Vitor Martinez
Stand by: Camila Rocha

P.S.: Agradeço à Minas de Ideias pelos convites.


Contato:

Anúncios