Exposição da artista Dolly Michailovska

A artista Dolly Michailovska abre a exposição “Arquitetura aérea”, com curadoria de Paulo Sergio Duarte, no dia 19 de agosto, terça-feira, às 19h, na Galeria Maria de Lourdes Mendes de Almeida (Candido Mendes de Ipanema). São cerca de 15 trabalhos, em médios e grandes formatos, onde a artista utiliza MDF com acrílica, colagem e bico de pena. A cor sempre se faz presente nos trabalhos de Dolly.

De origem búlgara, Dolly Michailovska vive no Rio de Janeiro. A última individual da artista foi em 2012, no Espaço Cultural CEDIM. De lá para cá, muitos outros trabalhos foram desenvolvidos, alguns dos quais ela apresenta nesta mostra, que conta com obras realizadas entre 2012 e 2014.

Nesta exposição, o público é convidado a conhecer mais sobre a trajetória desta artista, cujo traço marcante é o desenho livre como forma de expressão. “Desenho e bico de pena fazem parte da minha formação como arquiteta. Os muitos anos de trabalho em parceria com o arquiteto Sergio Rodrigues, meu mestre mor, com seus belos croquis criativos, contribuíram para o desenvolvimento do meu traço”, explica Dolly.

Traços sólidos, porém mais leves, e criativos podem ser percebidos na exposição. Desenhos geométricos, com peças sobrepostas criam formas e fazem com que o espectador tenha sua própria percepção e encontre objetos em meio ao traçado único da artista. Neste caso, a rigidez dos projetos arquitetônicos parecem ter sido deixada de lado. A colagem, que começou a fazer parte das obras da artista aos poucos, passou a somar às outras técnicas utilizadas. “A colagem entrou no meu trabalho de início timidamente, por influência do cliente e amigo Carlos Scliar, há 30 anos. Aos poucos, nos últimos 10 anos, colagens, bico de pena e as diversas tramas foram assumindo peso maior, mesclando-se, me empolgando e exigindo quase dedicação exclusiva”, descreve Dolly.

Os trabalhos dela se expandem com pulsações cromáticas. Os desenhos a bico de pena se integram ao campo pictórico dos fragmentos de papel das “collages” (colagens), acarretando surpresa e admiração quando o olhar se aproxima do objeto.

Mais sobre a artista:
Dolly Michailovska nasceu em Sofia, na Bulgária. É formada pela FNA, Fac. Nacional de Arquitetura da Universidade do Brasil, RJ. De 1974 a 2006, foi professora adjunta nas cadeiras Planejamento de Arquitetura e Planejamento de Interiores, Faculdade de Arquitetura – Universidades Integradas Bennett. RJ. Desde 2007, faz parte do “workshop” – “ Análise e Inserção na produção contemporânea”, com Iole de Freitas, EAV Parque Lage.
Cursos: “Processos criativos”, Charles Watson, Instituto Thomie Ohtake, SP (2009); “Aquilo que de vez em quando é Arte”, Reynaldo Roels Jr (2009) ; Grupo de estudos de Arte Contemporânea, com Guilherme Bueno (2011) e “Moderna e contemporânea/ Passagens e persistência na arte”, com Paulo Sergio Duarte (2012). Participou de diversas exposições coletivas, como: “Coletiva 2013”, EAV, Parque Lage, RJ (2103); “ A cara do Rio”, Espaço Cultural dos Correios, RJ (2011); “Tempo Tempo Tempo”, curadoria Iole de Freitas, EAV, Parque Lage, RJ(2010); “Bravo”, New Century Gallery, NY, USA, (2008); “Novíssimos”, Salão IBEU, RJ (2009); “Bienal Internacional de Sorocaba”, Sorocaba, SP (2007); “Galeria Biblioteca Municipal”, Sofia, Bulgária (1996). Entre as individuais, estão: “Planos em movimento”, Espaço Cultural CEDIM”, RJ (2012) e “Dolly Michailovska”, Iate Clube do Rio de Janeiro, RJ(2007). Medalha prata (1º lugar desenho), no ”Salão de Artes Plásticas do Clube Militar” (1993 e 1994).
Serviço:
Exposição “Arquitetura aérea”, da artista Dolly Michalovska
Curadoria de Paulo Sergio Duarte
Galeria Maria de Lourdes Mendes de Almeida (Candido Mendes de Ipanema)
Abertura: 19 de agosto de 2014, às 19h
Visitação: de segunda a sexta, das 14h às 20h, e sábado, das 16h às 20h.
Em cartaz até 18 de setembro
Rua Joana Angélica, 63
Informações: 2525-1006