Novo musical infantil em cartaz

Rock’n Lixo – Uma história para reciclar o Brasil, com texto de Ana Luisa Leite e Adriana Maia, essa última também responsável pela direção, é um musical com temática ecológica que pretende despertar nas crianças o interesse para as questões ambientais, sobretudo a importância da separação do lixo e a reciclagem.

O espetáculo/show musical utiliza-se de múltiplas linguagens para despertar a atenção dos pequenos, misturando teatro de animação – através de manipulação de bonecos – e música ao vivo, com uma banda clássica de rock’n roll com baixo, guitarra e bateria.  A montagem conta a história da menina Gaia, considerada diferente das outras de sua idade por gostar de construir obras de arte com materiais descartados no lixão. Durante a busca por objetos que possam ser reaproveitados, Gaia encontra com Plastrícia (o plástico), Metaulo Autran (o metal), Vidrícius de Moraes (o vidro) e Papenélope (o papel), além dos orgânicos Macaxeira, que veio diretamente do interior pernambucano, e a caribenha Salsa. Sucatas que na imaginação de Gaia se transformam nesses carismáticos personagens que vivem no lixo, mas gostariam de ganhar outra utilidade com a ajuda da menina.

No entanto, a presença de Gaia desperta a ira do dono do lixão, César, um rato filosófico que gosta de viver na sujeira e não pensa em mudar.  Ele e sua gangue de micróbios e bactérias ficam ainda mais irritados quando leem em um jornal, recém-jogado fora, a notícia de uma campanha para a reciclagem do lixo. Gaia e seus amigos ficam em apuros.

O cenário, figurino, instrumentos de percussão e bonecos manipulados pelo elenco são confeccionados quase que em sua totalidade com materiais  reutilizados. As sucatas vêm da separação do lixo doméstico, de garimpos em lixos de escritório, ferros-velhos, refugos de confecções de roupas e mutirões de coleta na praia. A banda toca instrumentos feitos de garrafão de água e lata, mangueira de borracha, baldes de tinta, garrafa PET e outras invencionices ecologicamente responsáveis.

‘O objetivo é utilizar o mínimo possível de materiais novos, até porque não nos falta matéria-prima para transformar. No lixão sobre o palco é jogado mais lixo. Do lixo saem histórias, sai música. A transformação vai conquistar o espectador, vamos reciclar seus conceitos’, diz Adriano de Ferreira, que assina a direção de arte com Maria Estephania.

Na trilha sonora original, composta por Leonardo Lois e Ana Luisa Leite, predomina o rock, mas há também canções em ritmo de salsa e forró. As letras são educativas e ligadas ao tema principal.  Na canção ‘Tudo Organizado’, por exemplo, é abordada a questão da separação dos materiais recicláveis e as cores de suas lixeiras.

Serviço:                                                                                                                                                                            
“Rock’n Lixo – Uma história para reciclar o Brasil”
Temporada: dia 09 de agosto a 14 de setembro (exceto dias 30 e 31 de agosto que não haverá apresentação).
Dias: Sábados e domingos.
Hora: 16h
Local: Centro Cultural Justiça Federal
Endereço: Avenida Rio Branco, 241 – centro,
Telefone: 3261-2565
Bilheteria: Sábados e domingos, de 14 à 16h.
Capacidade: 141 lugares.
Ingresso: R$ 30 (inteira). R$ 15 (meia),
Classificação: 4 anos.
Duração: 55 minutos

Ficha Técnica
Texto – Adriana Maia e Ana Luisa Leite
Músicas originais – Leonardo Lois
Direção – Adriana Maia
Direção Musical – Leonardo Lois
Direção de Arte (cenário e figurino) – Maria Estephania e Adriano de Ferreira
Elenco
Alain Catein – Vidrícius (o vidro)
Ana Luisa leite – Plastrícia (o plástico)
Carol Botelho – Gaia
Fábio Florentino – Catador
Gustavo Maranhão – César (o rato)
Janaina Rita – Papenépole (o papel)
Leonardo Lois – Metaulo Autran (o metal)

Anúncios