Exposição “Salvador Dalí” – Eu fui!

Este ano, o Centro Cultural Banco do Brasil está realizando uma exposição com muitas das obras de um dos maiores nomes das artes plásticas de todos os tempos, Salvador Dalí. Fica em cartaz até setembro e o visitante poderá conferir muitas das facetas deste ídolo do Surrealismo, ou seja, pinturas, esculturas e até trabalhos em artes cênicas. A curadoria é de Montse Aguer, que é diretora do Centro de Estudos Dalinianos.

A exposição conta com 150 obras trazidas da Casa Gala-Salvador Dalí (de Filgueiras), do Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofía (em Madri) e do Museu Salvador Dalí (na Flórida). Os trabalhos – em maior parte composto por pinturas – mostram as fases do artista, que realizou trabalhos de Natureza Morta, Cubismo, mas dão preferência ao Surrealismo, estilo em que Dalí se tornou ícone.

Estas obras mostram a ligação que Dalí tinha com a família, principalmente sua relação com Gala, sua eterna musa. Cadaquès, local em que o artista passava as férias, também é homenageado nos quadros. Também é exposta a influência que o catalão exerceu sobre artistas sucessores, como Andy Warhol.

Não apenas pinturas e esculturas estão expostas. São exibidos um documentário sobre a vida de Salvador Dalí e duas campanhas publicitárias de que ele participou: dos chocolates Lanvin e das Linhas Aéreas Braniff. A parceria com o diretor de cinema Luis Buñuel também está presente, com a exibição dos filmes “L’age d’or” e “Un chien andalou”. E a história de Dalí com o cinema não para por aí. Uma cena em que a cenografia foi desenhada por ele para o filme “Spellbound”, de Alfred Hitchcock, também é transmitida no CCBB. O sucesso de Dalí também é exposto por diversos meios impressos de comunicação de que foi capa, como Time, Der Spiegel e El Pais.

Mas a parte que ficou mais famosa nesta exposição foi a escultura que Dalí fez em homenagem à atriz norte-americana Mae West. Ele transformou seu rosto, e os adornos que utilizava, em um apartamento. Dá para imaginar? Só indo lá para conferir pessoalmente. Ficou incrível!

Falando nisso, a entrada é franca, e o CCBB fica aberto das 9h até as 20h, exceto às terças-feiras, quando não funciona. O endereço é Rua Primeiro de Março, 66 – Centro, Rio de Janeiro.

 

Anúncios