Anima Mundi, no Rio e em São Paulo

Já virou tradição: ano após ano, mais de cem mil espectadores entram em contato com as novidades do mundo da animação nas sessões de cinema, oficinas gratuitas, workshops e encontros promovidos pelo Anima Mundi, segundo maior evento internacional do setor. Para a 22ª edição, os diretores do festival – Aída Queiroz, Cesar Coelho, Lea Zagury e Marcos Magalhães – receberam a inscrição de nada menos que 1928 filmes, um recorde absoluto. Depois de criteriosa seleção, chegaram às 418 obras que serão exibidas no Rio de Janeiro (25 de julho a 3 de agosto) e em São Paulo (6 a 10 de agosto).

Longe de ser apenas uma mostra de filmes, o Anima Mundi mantém toda a disputada programação fora das salas de cinema, com os Papos Animados (encontros com animadores convidados de todo o mundo), Master Classes, performances, os debates do Anima Forum e o Estúdio Aberto (série de oficinas gratuitas de técnicas como Desenho Animado, Massinha (stop-motion), Areia, Pixilation, Animação em Película e Zootrópio).

Toda a programação visual da edição 2014 é assinada pelo brasileiro Ennio Torresan, convidado especial da edição passada, quando veio ao festival dividir a experiência nos mais de 20 anos trabalhando com storyboards fora do Brasil. Ele é o atual diretor do departamento de histórias da DreamWorks, onde trabalhou em filmes como “Madagascar”, “Kung Fu Panda” e “Turbo”.

 

Uma volta ao mundo em 418 filmes e 47 países

Estrelas da festa, os filmes são divididos em sessões Não-competitivas (Futuro Animador, Animador em Curso, Panorama, Olho Neles. Longas Panorama) e competitivas (Galeria, Portifolio, Longas-Metragens, Curtas-Metragens, Curtas Infantis), em que são avaliados por um Júri Profissional e também pelo Júri Popular.

Os mais de 400 títulos representam nações e culturas diversas de lugares como França (63 filmes), Alemanha (20), Holanda (13), Coreia do Sul (8), Israel (12), Rússia (5), Repúblicha Tcheca (4), Estados Unidos (29) e Estônia (5). Venezuela, Ucrânia, Tunísia, Taiwan, Turquia, Irã, Singapura, Croácia, El Salvador, Eslováquia, Austrália e Índia também terão seus representantes na tela do festival.

A produção nacional – que amargou décadas de estagnação e falta de incentivos, mas deu a volta por cima nos últimos anos – lidera a lista com 109 filmes e seis co-produções de 13 estados brasileiros. Uma boa amostra da alta produtividade atual é a inclusão de quatro longas lançados em 2013 na mostra Panorama: ‘Até que a Sbornia nos Separe’, de Otto Guerra, ‘História Antes de Uma História’, de Wilson Lazaretti, ‘Minhocas’, de Paolo Conti, e ‘O Menino e O Mundo’, de Alê Abreu.

 

Visitas animadas

Como é de praxe, o Anima Mundi receberá uma série de convidados especiais que contarão sua experiência nos Papos Animados (abertos para o público em geral) e nas Master Classes e mesas do Anima Forum (com inscrição prévia para público iniciado). Entre os convidados do ano, está o americano Chris Landreth – vencedor do Oscar de Melhor Curta de Animação em 2011 por ‘Ryan’ e que chamou a atenção na edição passada do Anima Mundi com o divertido curta ‘Subconscious Password’. O veterano Robert Balser, um dos diretores de ‘Yellow Submarine’, também virá para falar do clássico filme animado dos Beatles, que terá ainda uma exibição de sua cópia restaurada no festival.

O suíço Frederic Guillaume vem falar de sua trajetória e vai representar seu país de origem, homenageado em uma mostra especial com uma retrospectiva do cinema de animação suíço, enquanto o premiado Eric Goldberg dividirá com o público sua longa experiência nos estúdios Disney. Apontado como um dos grandes nomes da chamada ‘segunda era de ouro’ da produtora, ele participou de filmes como ‘Pocahontas’ (diretor), ‘Aladdin’ (animando o famoso gênio), ‘A Bela e a Fera’ e ‘Fantasia 2000’.

Sucesso na edição 2011 do Anima Mundi, Miwa Matreyek mostrará uma nova performance (‘This World Made Itself’), mesclando os conceitos de animação, teatro e artes visuais. Ela apresentará sua performance diariamente e com entrada franca na Fundição Progresso. O representante brasileiro desta lista é o paulistano Céu D’Ellia, ilustrador, animador e diretor de animação, cujo currículo inclui trabalhos para grandes estúdios internacionais.

 

Os debates do Anima Forum

 

Evento que acontece oficialmente desde 2007, o Anima Forum dá continuidade a seus debates e Master Classes repletos de novidades e discussões sobre o futuro e o mercado de animação. Responsável por uma série de feitos, como incentivar editais, fomentar a produção brasileira e armar parcerias, o Forum acontecerá novamente no Rio, na Fundição Progresso, de 29 de julho a 1 de agosto (terça a sexta).

 

‘A Cauda Longa do Curta’ é o tema da primeira mesa, sobre a importância do curta-metragem. Em uma época que a animação nacional para projetos de séries e longas ganhou força, o curta – importante laboratório e espaço de experimentação e desenvolvimento de novos profissionais – vem perdendo incentivo. Já o segundo e o terceiro dia serão dedicados a projetos de parceria entre países para a produção de conteúdo animado.

 

A mesa ‘Integração Latino-americana’ vai reunir representantes de festivais e produtores latinos para estudar a viabilidade de futuras co-produções, enquanto o terceiro dia será dedicado a apresentar o projeto SEA, que reuniu animadores brasileiros, japoneses e dinamarqueses para um workshop na Dinamarca no ano passado. O objetivo era desenvolver uma rede de artistas conceituais que possa atingir a mídia dos três continentes envolvidos com novas ideias de universos e narrativas.

 

A mesa ‘Animação e Games’ coloca os jogos eletrônicos no centro da discussão. Os ‘games’ também serão tema de uma mostra especial no festival. O Anima Forum 2014 será encerrado por uma palestra de Eric Goldberg sobre a animação na Disney de hoje. As inscrições para o Anima Forum 2014 são através do site www.animamundi.com.br

Serviço:

22°ANIMA MUNDI

RIO DE JANEIRO – De 25 de julho a 3 de agosto
Fundição Progresso (29 de julho a 3 de agosto)
Espaço Itaú de Cinema (25 a 30 de julho)
Oi Futuro Ipanema (27 a 31 de julho)
Centro Cultural Light (25 a 27 de julho)

SÃO PAULO – De 6 a 10 de agosto

Espaço Itaú de Cinema Augusta

 Releases e fotos em alta resolução: www.factoriacomunicacao.com

Serviço e programação completa: www.animamundi.com.br

Anúncios