“Cassino dos Gatunos” – Eu fui!

No maior clima do Velho Guerreiro, a banda “Gatunos do Rocha” levou – e continuará levando uma vez a cada mês – para o palco do Teatro Rival Petrobras, uma brincadeira, velha conhecida dos aspirantes a pop star: o karaokê. O evento “Cassino dos Gatunos – Vem Karaokê” promete divertir e surpreender a plateia com alguns talentosos – e outros nem tanto – calouros. Mas tudo no esquema profissional, ou seja, com direito a palco, banda e, claro, muita brincadeira. A estreia foi na quarta-feira, 14/05, e fomos lá conferir como foi esse início.

“Nossos shows, normalmente, já têm muito brincadeira. A gente fez uma versão inicial brincando com uma música do Chacrinha, e sempre teve essa pegada meio cômica, de diversão, e tal. E aí surgiu a ideia de fazer um karaokê um pouquinho diferente: em vez de fazer aquela coisa tradicional, vamos fazer algo mais performático, vamos botar figurinos para as pessoas, vamos nos fantasiar. E aí, pensamos: ‘Isso é Chacrinha!’. E aí surgiu o nome: Cassino dos Gatunos”, é o que diz o baterista Rodrigo Candelot, que se une a Ana Markun, D´alessandro Mangueira, Felipe Magalhães e Marcos de Oliveira, no projeto.

Cassino dos Gatunos - Vem karaokê - Teatro Rival - Foto: apetecer.com

Cassino dos Gatunos – Vem karaokê – Teatro Rival – Foto: apetecer.com

Como a noite tinha como inspiração o eterno comunicador Chacrinha, nada como uma atração sempre presente em seu “Cassino do Chacrinha”. Como representante, os Gatunos escolheram a cantora Rosanah para ser madrinha do evento. A artista mostrava-se feliz pela oportunidade de cantar para o público e também por relembrar os tempos da saudosa atração. “É uma forma para que o pessoal de hoje veja que tem um programa bacana, e super democrático. Todos faziam esse programa. Desde o rock’n roll até a MPB”, diz, em relação à reexibição do programa no canal Viva, às segundas-feiras e sábados. “Costumo me assistir e é muito engraçado: quando eu não vejo, alguém me liga, ‘Acabei de te ver no Chacrinha, de cabelo preto'”, acrescenta aos risos.

Rosanah abrilhanta o show dos Gatunos do Rocha, no Teatro Rival - Foto: apetecer.com

Rosanah abrilhanta o show dos Gatunos do Rocha, no Teatro Rival – Foto: apetecer.com

A noite teve início com os “Gatunos do Rocha” cantando “Minha fama de mau” (Erasmo Carlos e Roberto Carlos), “Papai me empresta o carro” (Rita Lee e Roberto de Carvalho) e “História de uma gata” (Chico Buarque, Enriquez e Bardotti). Quando entra a madrinha Rosanah, com sua inesquecível “O amor e o poder” (C. Rabello). Emenda em seguida com um medley de “Whisky a Go Go”, “Banho de Lua”, “Twist and Shout”, entre outros sucessos clássicos de karaokê.

André Ramiro canta e improvisa no palco do Rival, junto com os Gatunos do Rocha - Foto: apetecer.com

André Ramiro canta e improvisa no palco do Rival, junto com os Gatunos do Rocha – Foto: apetecer.com

Até aí tudo bem! Mas o melhor ainda está por vir. Sabe quem deu o “pontapé inicial” da noite? Nosso querido fotógrafo. Munido de sua bazuca fotográfica e sua cara de pau, o novo pop star teve sua chance de brilhar. No maior estilo “sentindo na pele”, escolheu, diretamente dos anos 1980/90, “À francesa”, sucesso na voz de Marina Lima. Mas foi surpreendido por algum tom acima ao do que estava acostumado. Mesmo assim, não se abateu e soltou o gogó. Provas do crime no vídeo abaixo:

Bem, não foi dessa vez que levamos o campeonato (sim, o karaokê tem um vencedor). Mas não somos de desistir tão fácil. E, quem sabe, não volto aqui e escrevo um texto “Eu fui, vi e venci”?

Os vencedores da noite de karaokê  e os Gatunos do Rocha, no Teatro Rival - Foto: apetecer.com

Os vencedores da noite de karaokê e os Gatunos do Rocha, no Teatro Rival – Foto: apetecer.com

 

Os eventos serão realizados no Teatro Rival Petrobras, uma quarta-feira por mês. Sempre com os “Gatunos do Rocha” e com diferentes convidados.

 

P.S.: Agradecemos a assessoria do Teatro Rival pelos convites.


 

Anúncios