Hoje eu quero voltar sozinho

Quem é ligado em curtas já deve conhecer, pois “Eu Não Quero Voltar Sozinho”, curta-metragem que originou o filme “Hoje eu quero voltar sozinho”, teve mais de 3 milhões de visualizações no youtube. O primeiro foi lançado em 2011, e conta a história de Leonardo, um adolescente cego, que tem sua vida completamente mudada com a chegada de um novo aluno em sua escola. Ao mesmo tempo, ele tem que lidar com os ciúmes da amiga Giovana e entender os sentimentos despertados pelo novo amigo Gabriel. O longa metragem de Daniel Ribeiro estreia nacionalmente hoje, 10 de abril, mas já conseguiu dois prêmios na última edição do Festival de Berlim e um terceiro no Festival de Guadalajara

Desta vez, os três adolescentes estão terminando as férias, hormônios agitados, dúvidas, anseios e expectativa para o próximo ano. O desejo de um volta às aulas depois de um grande drama ou grande amor. Leonardo (Ghilherme Lobo) e Giovana (Tess Amorim), amigos de infância, estão à beira da piscina e se preparam para o regresso à vida escolar. Eis que surge Gabriel (Fabio Audi), aluno novo que chega do interior. A partir daí, a relação entre Leo e Giovana é alterada. Ela fica enciumada com a entrada de uma pessoa na sua relação tão íntima e genuína com Leo. Ele tenta, por sua vez, levar a vida de maneira tranquila e não entende as tantas limitações e dificuldades que sua mãe lhe impõe. Pensa até em fazer intercâmbio para poder sair um pouco de casa.

E assim desenrola a história entre Leo, Gabriel e Giovana. Daniel Ribeiro diz que, em sua adolescência, nunca se reconheceu em filmes, que apresentassem temática / personagens gays. E, para o diretor, mais que mostrar a questão sexual entre homens, sua ideia sempre foi trabalhar e mostrar situações de afetividade, de uma relação nascendo, seja formada por um casal heterossexual ou não.

Assisti ao curta há pouco tempo e penso que Ribeiro conseguiu passar sua mensagem de maneira eficiente. O filme não demonstra levantar bandeira em favor da homossexualidade. Aliás, com a sutileza com que o enredo é desenvolvido, nem parece lidar com o tema, considerado polêmico por muitos. Mostra apenas como duas pessoas podem se gostar, apenas pela essência da personalidade e, daí, surgir um amor.

Para os interessados, esta é a lista das salas em que o filme será exibido em todo o Brasil:

Aracaju
Cinemark Jardins


Belém
Cinépolis Parque Belém

Belo Horizonte
Cinema Belas Artes

Brasília
Espaço Itaú de Cinema Brasilia
Cinemark Pier 21

Curitiba
Espaço Itaú de Cinema Curitiba

Campinas
Cineflix galeria campinas

Fortaleza
Dragão do mar
Centerplex via sul

Florianópolis
Cinesystem Iguatemi Florianópolis

Mossoró
Multicine Mossoró

Natal
Cinemark Midway Mall
Moviecom Natal

Porto Alegre
Espaço Itaú de Cinema Porto Alegre
Cine Guion
Cinemateca Paulo Amorim

Rio de Janeiro
Espaço Itaú de Cinema Botafogo
Cine Estação Rio
Cine Estação Barra Point
Cine Estação Gávea
Cine Estação Ipanema
Cine Odeon Petrobras

Salvador
Espaço Glauber
UCI Oriente Barra

Santos
Espaço de Miramar Santos
Roxy Pátio Iporanga

São Paulo
Espaço Itaú Augusta
Espaço Itaú Frei Caneca
Espaço Itaú Pompéia
Reserva Cultural
Cine Sabesp
Cinemark Santa Cruz

Sorocaba
Cinespaço Villagio Sorocaba

 

Enquanto não dá tempo de você ir ao cinema assistir, este é o link do curta-metragem ao qual me referi acima:

 

 

FICHA TÉCNICA

Duração: 96′

Ano de produção: 2014

País de Origem: Brasil

Elenco:

Leonardo: Guilherme Lobo

Gabriel: Fabio Audi

Giovana: Tess Amorim

Laura: Lúcia Romano

Carlos: Eucir de Souza

Avó Maria: Selma Egrei

Karina: Isabela Guasco

Guilherme: Victor Filgueiras

Fabio: Pedro Carvalho

Carlinhos: Guga Auricchio

 

Roteiro e Direção: Daniel Ribeiro

Produção: Daniel Ribeiro e Diana Almeida

Produção: Lacuna Filmes

Distribuição Brasileira: Vitrine Filmes

 

 

 

 

 

 

Anúncios