Festival “É Tudo Verdade”

Vai até o dia 13 de abril a edição de número 19 do festival “É Tudo Verdade”, no Rio de Janeiro. O evento exibirá 77 documentários de 26 países, em sessões gratuitas, no CCBB, no Espaço Itaú, no Oi Futuro Ipanema e no Instituto Moreira Salles. O  homenageado do ano será o diretor Eduardo Coutinho, morto ano passado, que pela primeira vez não estará presente.

No evento, 19 produções farão sua première mundial. Entre elas, destacam-se  “De Gravata e Unha Vermelha”, de Miriam Chnaidernamm, sobre a afirmação da identidade transexual no Brasil. “Los Hermanos –Esse é só o começo do fim da nossa vida”, de Maria Ribeiro, que mostra os bastidores da turnê de retorno da banda, “Ruptura” (EUA), de Pamela Yates, que retrata um grupo de economistas que se une a mulheres pobres da América Latina para aplicar projetos para erradicar a pobreza e “20 centavos”, de Tiago Tambell, que registra as manifestações de rua que aconteceram em São Paulo em junho de 2013.

O festival acontece simultaneamente no Rio e em São Paulo. Em seguida, começam as sessões em Campinas, de 22 a 24 de abril, Brasília, de 30 de abril a 4 de maio, e Belo Horizonte, de 24 a 27 de julho.

Anúncios